5.3 C
Berlim
Segunda-feira, Janeiro 30, 2023

Shadow Gambit na antevisão exclusiva: Um jogo de tácticas mágicas dos mestres do género

Follow US

80FãsCurtir
908SeguidoresSeguir
54SeguidoresSeguir

Undead voodoo piratas num jogo de tácticas em tempo real: Em GlobalESportNews pode ler exclusivamente tudo sobre Shadow Gambit, que está preparado para deixar os Comandos para trás para sempre.

Uma das primeiras perguntas que fizemos à Mimimi Games na nossa entrevista sobre Shadow Gambit: The Cursed Crew? Bem, quem adivinha? Claro, “Porquê piratas de todas as coisas”? Pelo menos em partes da equipa editorial GlobalESportNews, eles não navegam sob uma estrela demasiado boa. E isto apesar de Guybrush Threepwood, Sid Meier”s Pirates e Sea of Thieves.

Dominik Abé, co-fundador e director criativo da equipa de desenvolvimento, respondeu-nos secamente: “Ninjas, cowboys, piratas”! Rimo-nos juntos porque também podia ser a verdade. Na história da empresa, Shadow Tactics (Ninjas) e Desperados 3 (Cowboys) marcam os grandes, importantes e bem sucedidos jogos.

Shadow Gambit deve agora juntar-se a estes títulos e idealmente tornar-se ainda mais bem sucedido.Mas Dominik rapidamente se tornou sério novamente e explicou que os piratas mortos-vivos do jogo foram o ponto decisivo no campo interno sobre o cenário.

Mimimi quer levar a táctica em tempo real a um novo nível com Shadow Gambit: The Cursed Crew.Longe de cenários semi-realistas como o período Edo Japão ou Westerns para uma maior liberdade criativa.

(As ilhas em Shadow Gambit não estão apenas cheias de palmeiras e arbustos, a Inquisição também construiu nelas fortes menores e maiores.)
(As ilhas em Shadow Gambit não estão apenas cheias de palmeiras e arbustos, a Inquisição também construiu nelas fortes menores e maiores.)

O Venture

O facto de que o desenvolvimento de um jogo de tácticas em tempo real bem sucedido não é uma tarefa fácil já pode ser visto no público-alvo original. Em 2016, Shadow Tactics apelou inicialmente a pessoas que cresceram com jogos como os da série Commandos ou os títulos originais Desperados. É provável que tenham entre 35 e 50 anos de idade, com poder de compra, mas também um poder de compra crítico. Através da experiência de vida, mas também através de uma visão glorificada mesmo de coisas que não eram tão boas nos jogos da época.

Mimimi, no entanto, conseguiu o feito de não só inspirar estas pessoas com Tácticas Sombra: Lâminas do Shogun, mas também conquistar partes da geração do YouTube para tácticas em tempo real. Se navegar através das (mais de 26.000) revisões de utilizadores (estado: “extremamente positivo”) no Steam, lerá as palavras “como Commandos” uma e outra vez, mas também sobre como os principiantes do género completo foram apanhados na espiral de quicksave-quickload graças à mecânica envolvente, à bonita história e às personagens bem feitas.

(Piratas de todas as coisas! Afia é o (in)secret main character on board.)
(Piratas de todas as coisas! Afia é o (in)secret main character on board.)

E se procurar “Shadow Tactics Speedrun” no YouTube, poderá nem sequer saber por onde começar, tão abundante é a oferta. Em resumo: O passo corajoso de querer reviver tácticas em tempo real deu frutos, os Jogos Mimimi poderiam ser chamados os Estúdios Pyro do nosso tempo desde Desperados 3, o mais tardar. E depois, mais uma vez, não, porque ao contrário dos pais comandantes de Espanha, os Munichers querem tornar as tácticas em tempo real maiores e melhores e mais diversificadas do que as que temos conhecido até agora. E é aí que entra o Shadow Gambit.

Shadow Gambit: A Cursed Crew não é apenas um empreendimento especial por causa dos piratas (zombaria!). É também o primeiro jogo que a Mimimi trouxe para o mercado através da auto-publicação. Contudo, o estúdio não tem de suportar sozinho todos os custos, pelo menos não de imediato; o Fundo de Jogos de Vídeo Kowloon Nights está a bordo (mais sobre isto na caixa). Muito mais excitante, porém, é que Mimimi quer romper com muito do que sabemos da Shadow Tactics e Desperados 3 – e ao mesmo tempo construir sobre os pontos fortes dos dois jogos. Parece contraditório? Sim e não.

O que são Noites de Kowloon?

Atrás do nome encontra-se não só uma hora do dia num distrito de Hong Kong, mas também um fundo de jogos de vídeo que promete aos estúdios a máxima autodeterminação. Kowloon (parcialmente) financia o desenvolvimento dos jogos, mas não intervém no processo criativo nem na comercialização subsequente. E especialmente importante para os estúdios mais pequenos: cada receita gerada por um jogo vai primeiro para o estúdio e não é imediatamente desviada pelo fundo. Kowloon Nights, por exemplo, já financiou Sifu, Scorn ou Welcome to Elk.

A palavra mágica: Fantasia

Apenas há algumas semanas atrás celebrámos fantasia emGlobalESportNews. E agora é o factor decisivo que deve distinguir Shadow Gambit de Shadow Tactics e Desperados 3. Em vez de confiar apenas em habilidades semi-realistas como a distracção através de uma garrafa de vinho de arroz ou uma pedra atirada, Shadow Gambit tem um peixe fantasma chamado Sir Reginald a saltar de terra firme numa bela água e a saltar animação. Sim, fora do solo!

Em vez de se empurrar laboriosamente sobre paredes ou de se esgueirar para dentro de quartos, o Sr. Mercúrio, o proprietário de Sir Reginald, tal como o seu peixinho, simplesmente mergulha, quer haja relva ou pedra dura debaixo dele, e depois volta a saltar para fora do chão dentro de um determinado raio. Idealmente de tal forma que, quando emerge, também afunda um adversário sem deixar rasto com a sua poderosa âncora.

Já se pode dizer: as regras em Shadow Gambit são basicamente ainda as antigas, cada personagem tem um certo conjunto de habilidades. Usar estas habilidades com uma mente alerta, com um olho no terreno e no posicionamento dos inimigos, isso é o fascínio do género. Mas as competências são bastante diferentes daquelas que temos experimentado até agora. Isto é possível graças aos piratas mortos-vivos e ao cenário de fantasia.

De Piratas e Hipócritas

Os que são lembrados da série de filmes “Piratas das Caraíbas” não estão muito enganados, porque o bando de piratas da Shadow Gambit também está em movimento na era dourada da pirataria nas Caraíbas. Numa região das Caraíbas infusa de magia, onde fantasmas e mortos-vivos, bem como magia, são normais e plenamente aceites na sociedade. Quase como jogar ao matar … de atiradores na Alemanha. O único problema é a inquisição da donzela em chamas.

Inserir: Na versão inglesa, o bando chama-se Inquisition of the Burning Maiden. Isso faz tocar imediatamente os ouvidos de todos, eles pensam automaticamente na Donzela de Ferro, quer seja uma combinação musical ou um instrumento de tortura, que, a propósito, é suposto ser sinónimo para muitas pessoas, ouvi dizer. Em qualquer caso, saberia imediatamente onde se encontra com estes tipos se a Inquisição fosse a Donzela de Ferro. A Blazing Maiden, por outro lado? A empregada estava a acenar infelizesmente com a vela? Claro que estamos a exagerar, mas o nosso sentido de linguagem grita “Iron Maiden”. A propósito, Mimimi está consciente do nosso estado emocional, mas (actualmente ainda) tem uma opinião diferente, pfff!

(As coisas raramente estão bem nas ilhas, aqui a Inquisição está a experimentar a magia da alma)
(As coisas raramente estão bem nas ilhas, aqui a Inquisição está a experimentar a magia da alma)

Volta à Inquisição dos blazers… bem, de volta à Inquisição. Tem uma coisa enorme contra a magia, sabe-se desde a Idade das Trevas. Oprime a população, que é fixe com todas essas coisas, e também gostaria de banir todos os mortos-vivos e fantasmas das Caraíbas. Para o fazer, utiliza não só a força das armas mas também uma espécie de magia, especificamente o fogo que consome a alma.

E assim acontece que a corajosa tripulação do navio fantasma Red Marley está subitamente a navegar através das Caraíbas surpreendentemente dizimada, tendo a Inquisição imobilizado partes significativas do navio através do fogo acima mencionado. Por conseguinte, um dos nossos primeiros actos oficiais em Shadow Gambit é recuperar alguns bucaneers – antes de partirmos para a caça ao tesouro do lendário Mordecai. O que quase certamente detém algum tipo de poder para pôr fim à Inquisição de uma vez por todas.

Oito amigos

Basicamente, soa bastante semelhante a Shadow Tactics ou Desperados 3, não soa? Nestes jogos não se começa com todos os heróis e heroínas desde o início. Em Shadow Tactics, por exemplo, Ninja Hayato conhece o samurai Mugen e o atirador furtivo Takuma “por acaso” no início. Na missão seguinte, a jovem Yuki junta-se então às Lâminas do Shogun. E assim por diante.

A propósito, é semelhante em Desperados 3, onde John Cooper também reúne o seu bando ocidental no decurso do primeiro terço. Isto acontece em missões lineares, que também fazem avançar a trama e aprofundam a química entre as personagens. Não admira, pois, que nestes títulos não nos seja permitido decidir por nós próprios quem vai connosco para completar a missão XYZ. Em ambos os casos, o jogo ou Mimimi trata disso por nós.

Shadow Gambit é diferente: não só os homens e as mulheres são muito mais extensos – há oito personagens no total – mas também podemos escolher o nosso próprio esquadrão antes de cada missão. Dependendo, é claro, de quem já “revivemos” antes.

(Aqui a tripulação senta-se junta à mesa. E é também aqui que escolhemos os nossos personagens para a próxima missão)
(Aqui a tripulação senta-se junta à mesa. E é também aqui que escolhemos os nossos personagens para a próxima missão)

Spitzfindigen Menschen dürfte inzwischen spätestens jetzt auffallen, dass auf dem Artwork aber neun Seeräuber zu sehen sind. No entanto, segundo Mimimi, um deles (Virgilio, em cima à esquerda) não é um personagem jogável mas imensamente importante no enredo. E quando se chega ao fim, há na verdade dez caracteres na obra de arte, mas mais no décimo mais tarde.

Três amigos

O número mágico nas missões é três. Ser-nos-á permitido levar connosco um máximo de três bucaneiros mortos-vivos para as missões. A única excepção parece ser o final, que, segundo Mimimi, só começará quando tivermos todos os oito piratas alegremente reunidos a bordo da Red Marley. A propósito, os criadores não chegaram ao número três, ele foi cristalizado em playtests.


O que é bom: Idealmente, não carregamos nenhum lastro desnecessário, ou seja, uma personagem que tem de passar a maior parte da missão estacionada num arbusto qualquer à espera de poder usar a sua habilidade fria uma ou duas vezes. Isto aconteceu mais recentemente em Aiko”s Choice, o complemento de Shadow Tactics, quando o samurai Mugen compacto teve de ficar inutilmente no continente durante algum tempo enquanto o resto da equipa estava fora nas ilhas offshore. Motivo: Mugen não sabe nadar.

Os três primeiros caracteres

O (possivelmente) mau de tudo isto: ficamos atolados nas nossas escolhas e só chegamos ao ponto x com as personagens que escolhemos, ou temos de bater com a cabeça desproporcionadamente porque as capacidades não são bem combinadas. O primeiro é bastante improvável porque os mapas em Shadow Gambit são supostamente muito mais sandbox do que em Shadow Tactics ou Desperados 3, o que significa que encontramos mais rotas possíveis para os nossos respectivos objectivos. Mesmo com um trio não tão alegremente montado.

(Claro que também há rochas a cair sobre cabeças em Shadow Gambit)
(Claro que também há rochas a cair sobre cabeças em Shadow Gambit)

Teóricamente, no entanto, esta última poderia acontecer. Até à data, porém, conhecemos apenas três membros do bando pirata em detalhe e não podemos pôr o medo em pedra. Pelo contrário, esperamos que as habilidades sejam concebidas de modo a que tudo possa ser feito com todas as combinações, porque … aqueles que querem jogar especialmente duro também podem sair com apenas dois piratas. Ou mesmo apenas uma. Muito poucos de nós o farão, mas após duas ou três semanas, no máximo, o YouTube irá certamente envergonhar-nos com corridas de velocidade de um caracter.

Adieu Commandos!

Uma pessoa pergunta-se um pouco porque é que a fantasia só entra realmente no reino das tácticas em tempo real à la Commandos no ano 2023. A nossa teoria é exactamente esta: Comandos. É para isso que o género tem vindo a ser orientado há demasiado tempo. O único alcance notável em reinos sobrenaturais em todos estes anos? A senhora do vudu em Desperados 3. Agora o assalto mágico completo.

As três personagens que já conhecemos em detalhe e vimos em acção são o já mencionado John Hughes Mercury e o seu peixe fantasma Sir Reginald, o gigante Gaëlle le Bris, que consegue disparar tanto o amigo como o inimigo do seu canhão, e Afia Manicato, que consegue aproximar-se dos inimigos à velocidade da luz e depois eliminá-los graças ao seu sabre mágico. Enquanto o Sr. Mercúrio distrai os inimigos através de peixes fantasmas, Gaëlle fá-lo com foguetes. E a Afia pode parar o tempo durante alguns segundos para os indivíduos.

(Com o seu ataque especial, a Afia pode não só eliminar inimigos num instante, mas também cobrir distâncias curtas)
(Com o seu ataque especial, a Afia pode não só eliminar inimigos num instante, mas também cobrir distâncias curtas)

Além disso, todos eles têm um ataque padrão e uma pistola carregadora de cano com um tiro cada. Estes três são – tanto quanto sabemos (ver vídeo novamente) – uma combinação bastante bem sucedida para o início:

Se, por exemplo, um Inqusitionshansel estiver numa posição elevada que nem o Sr. Mercúrio consegue alcançar com o seu mergulho mágico nem a Afia com o seu feitiço de sabre rápido, Gaëlle enfia uma das duas personagens no seu canhão e dispara contra o adversário. O crânio do adversário não só ressoa, como também fica indefeso durante algum tempo e pode ser amarrado e amordaçado e depois escondido. Com o feitiço do tempo, Afia cria uma rota de corrida segura para os três. E se precisar de eliminar um inimigo à pressa e não houver um esconderijo nas proximidades, o Sr. Mercúrio simplesmente faz o morto desaparecer no chão.

As capacidades especiais das personagens individuais têm um tempo de recarga mínimo, mas isso pouco importa. Entretanto, o que rapidamente se torna aparente: Shadow Gambit joga de forma mais dinâmica que Shadow Tactics ou Desperados 3, pelo menos com a combinação de Afia, Gaëlle e Sr. Mercúrio. Também, porque agora podemos reanimar heroínas e heróis eliminados dentro das missões, se pelo menos uma das nossas personagens sobreviver a uma batalha.

Será que esta dinâmica permanecerá a mesma com as personagens que ainda não conhecemos em pormenor? Teremos de esperar para ver. O ideal, porém, é experimentar todas as personagens pelo menos uma vez no caminho para o final. Se nos limitarmos aos mesmos três, na pior das hipóteses estaremos na última missão com as nossas calças em baixo e sem saber o que fazer com cinco dos mortos-vivos em detalhe. Ou pelo menos não suficientemente rápido se as coisas se complicarem.

(Pergunto-me se este é o local na Red Marley onde traz os tripulantes mortos de volta à vida?)
(Pergunto-me se este é o local na Red Marley onde traz os tripulantes mortos de volta à vida?)

O navio mágico

Por isso o “quando as coisas se tornam difíceis” também é um disparate, porque o Shadow Gambit ainda é sobre tácticas em tempo real. Vive do facto de utilizarmos em demasia os botões de quicksave e quickload a um grau invulgar. Se se esquecer de o fazer durante algum tempo, é lembrado por um sino de um navio que gongo grande e verde através do monitor.

(O sino da Red Marley lembra-nos de poupar após um certo tempo)
(O sino da Red Marley lembra-nos de poupar após um certo tempo)

Ship”s Bell não por acidente, porque ao contrário de outros títulos do género, este mecanismo básico é tecido na narrativa. A Red Marley, o nosso navio fantasma mágico, dá-nos esta capacidade. Por isso, ela é a décima personagem de que falámos. Por falar em falar: O nosso navio não é apenas mágico, mas também falador. Comentará (alegremente irónico) sobre as nossas acções, provavelmente de preferência aquelas em que temos sido um pouco parvos.

As habilidades que a Red Marley nos dá também incluem o Modo Sombra (Shadow Tactics) e o Modo Showdown (Desperados 3). Mimimi ainda não sabe como se chama em Shadow Gambit. Sugerimos algo com “sh” e “o” e “w” e talvez “Mode”. Actualização: De acordo com Mimimi, poderia ser Modo Fantasma. Bem, o que é que você sabe!

(De acordo com Mimimi, a estrela secreta é o navio fantasma. Aqui, três caracteres partem numa missão num bote.)
(De acordo com Mimimi, a estrela secreta é o navio fantasma. Aqui, três caracteres partem numa missão num bote.)

Anyway, esta acção permite-nos planear meticulosamente (grupo) ataques com antecedência e depois executá-los com “Enter”. Muito fixe: Shadow Gambit mostra-nos em tais situações, em que movemos a posição de uma figura, uma pequena visualização através de uma figura fantasma da nossa … figura fantasma, a fim de visualizar possíveis erros no nosso planeamento.

Uma ilha, duas missões

Há várias missões à nossa espera na ilha isolada de Moldy Grove, mostramos-lhe duas em excertos.

  • Na missão verde, devemos espiar os planos do nosso adversário Inquisitor Ignacia. Uma vez que esta é uma missão principal, torna-se duplamente complicada no final.
  • Na missão vermelha temos de recuperar uma das pérolas negras valiosas antes que a Inquisição a envie para uma das suas ilhas crematórias para a destruir para sempre.

A Marley Vermelha é a Normandia?

Mas devemos começar com algum carácter, alguém deve estar ao leme, alguém não deve ter sido aleijado pela Inquisição. Cortina para Afia (ênfase em “fia”). Ela é também a navegadora da Red Marley.

Com a Red Marley navegamos através das Caraíbas e podemos rumar a ilhas como nos apraz, uma vez que as encontramos, para completar as missões que aí esperam. Isto acontece de uma forma semelhante ao Efeito de Massa: numa mesa de mapas na Red Marley, escolhemos um destino e depois vamos embora. Em cada uma das ilhas existem várias missões com diferentes pontos de entrada e saída, que podemos então seleccionar ou visualizar separadamente num mapa detalhado.

(No modo de planeamento ainda sem nome (Showdown Mode em Desperados 3), uma figura fantasmagórica mostra a rota de corrida)
(No modo de planeamento ainda sem nome (Showdown Mode em Desperados 3), uma figura fantasmagórica mostra a rota de corrida)

As missões estão divididas nas do enredo principal, das quais duas podem estar disponíveis ao mesmo tempo. Além disso, há missões em que temos de capturar pérolas negras e aquelas em que recolhemos magia da alma. Precisamos de pérolas e magia da alma para reanimar os membros da tripulação.

Há também missões opcionais que giram em torno dos piratas individuais e das mulheres piratas. Nestas missões aprendemos então mais sobre o passado das personagens individuais. E por último, mas não menos importante, Shadow Gambit oferece as chamadas missões centrais, também opcionais. Estes só têm lugar na Red Marley. Quando perguntámos sobre o objectivo das missões opcionais, Matthias Kraut, Chefe de Comunicação em Mimimi, respondeu: “Eles ajudam-no”. Aha, algum tipo de sistema de progressão? Ou ainda mais selvagem: Missões de fidelidade ao estilo Mass Effect-estilo? Tudo é possível, Matthias de qualquer forma envolveu-se num silêncio significativo após a sua dica.

(Isto é o aspecto das saídas nos mapas que nos ligam à Marley Vermelha)
(Isto é o aspecto das saídas nos mapas que nos ligam à Marley Vermelha)

Mas estamos agora a morder esta ideia e a pensar se haverá também algum tipo de cena snusnu em Shadow Gambit antes da missão final. Afinal de contas, os membros da tripulação devem formar laços mais estreitos durante o seu tempo na Red Marley. E Mugen e Aiko não provaram já em Shadow Tactics que ainda há tempo suficiente entre batalhas para que o Shogun se aproxime?

Além disso, como vimos o grande lagarto vermelho e o esqueleto desaparecerem juntos atrás do ecrã no Lady Vengeance (também um navio vivo!) em Divinity: Original Sin 2, nada nos surpreende a este respeito! E honestamente, qual é o problema de um jogo em que uma mulher morta-viva gigante dispara sobre os seus camaradas de armas através das ilhas das Caraíbas com um canhão?
VEREDITO DO EDITOR

    Quando Kevin me abordou e perguntou inocentemente se eu gostaria de escrever sobre o próximo jogo de Mimimi, ele já sabia a minha resposta: “Claro!” Afinal, tive uma espécie de experiência de renascimento com Shadow Tactics há mais de seis anos atrás. Um renascimento, para ser mais preciso, porque pensava que jogos como os Commandos estavam mortos e esquecidos. As lâminas do Shogun provaram que eu estava errado.

    E agora, com Shadow Gambit (por favor conte para mim quantas vezes escrevi “Sombra” neste artigo, não me atrevo), Mimimi está a seguir o caminho que eles me sugeriram há anos atrás: Com os piratas mortos-vivos, o estúdio está realmente a desabafar. É claro que as competências ainda têm de cumprir certas tarefas, distracção, por exemplo. Ou eliminação rápida. E tudo isso de tal forma que, idealmente, se agarre imediatamente na primeira visualização. Mas essas são as únicas barreiras. Mas não sei o que me entusiasma mais: as capacidades dos outros membros da tripulação, o tamanho do jogo, ou a narrativa ou a química a bordo do navio. Se tudo correr como eu estou a sonhar, Shadow Gambit pode ser realmente um pouco como Efeito de Massa, cena snusnu no final ou não.

    Emma
    Emma
    Idade: 26 anos Origem: França Hobbies: Jogos, Tênis Profissão: Editor online

    RELATED ARTICLES

    CoD Warzone 2: DMZ surpreende os fãs com um dos piores rituais de Tarkov

    Call of Duty está a limpar o seu progresso no modo DMZ para a 2ª Temporada. O toalhete vem...

    Xbox Game Pass para PC: Novos jogos em Fevereiro de 2023

    Que novos jogos estão a chegar ao PC Game Pass em Fevereiro de 2023 e quais os que estão...

    Forza Motorsport: Finalmente novas informações sobre a jogabilidade e lançamento

    Microsoft finalmente falou em detalhe sobre o Forza 8 e revelou muitos detalhes sobre carros e jogabilidade. Nós resumimos...