Shadowlands Level 60
Stephan by Stephan in
World of Warcraft

Os portões das Sombras estão abertos desde a meia-noite de 24 de Novembro e os servidores de World of Warcraft: Shadowlands ainda estão actualmente a resistir ao massacre. Milhões de jogadores estão actualmente a procurar, pilhar e nivelar o seu caminho através das novas regiões, tentando descobrir o que o vilão Sylvanas Windläufer e o misterioso mestre das masmorras estão a fazer até.

Bem, nem todos estão interessados na história, porque os primeiros niveladores de velocidade já tinham atingido o novo nível máximo 60 cerca de três horas após o lançamento. Neste artigo vamos explicar-lhe qual o truque que usaram para o fazer.

Shadowlands Level 60 em apenas 3 horas – é assim que funciona

O jogador Monkeylool do servidor europeu Al’akir assegurou o chamado World First com o seu tempo recorde – ou seja, como o primeiro jogador do mundo a assegurar o nível máximo em Shadowlands.

Foi assim que ele o fez: Em vez de procurar nas diferentes áreas de Shadowlands, Monkeylool simplesmente completou a introdução não deslizável na área “The Gorge” e depois jogou na área seguinte Bastion até desbloquear o calabouço “The Necrotic Aisle”.

Posteriormente, ele e dois amigos do grémio inscreveram-se repetidamente na masmorra, porque pode ser concluída em apenas 3 a 5 minutos, mas cada vez que isso rende muitos pontos de experiência.

Na verdade, apenas jogadores até ao nível 56 podem inscrever-se na Pista Necrótica, razão pela qual ele e os seus colegas tiveram de confiar num truque: se um membro do grupo ainda estiver abaixo do nível 56, pode inscrever-se na masmorra – mesmo que os seus camaradas já tenham ultrapassado o limite de nível.

Como havia vários jogadores à espera no nível 51 no seu grémio, Monkeylool conseguiu registar-se para a masmorra com um novo grupo sem interrupção e assim atingir nível 60 em tempo recorde.

Stephan

Idade: 25 anos Origem: Bulgária Hobbies: Jogos Profissão: Editor online, estudante
Share Post:

Related Posts

No Comments

Leave a Reply